Cultura organizacional

A semana de auditoria da sua empresa ainda é uma loucura?

Imprimir artigo
A semana promete! Será uma correria louca! Muita coisa para colocar em ordem e muito pouco tempo! Listas de treinamentos, indicadores, gestão à vista, reuniões de análise crítica! Tem de estar tudo perfeito para a próxima semana, afinal, vai ter auditoria! Que atire a primeira pedra, quem nunca fez isso!

A cultura brasileira de qualidade ainda é baseada na identificação de não conformidades, no medo da auditoria e na perda da certificação. E essa não é a postura de umas poucas empresas, ela é cultural, nacional, tupiniquim. A cultura de qualidade no Brasil ainda é muito frágil e incipiente; ainda não vivemos a qualidade no nosso dia a dia!

A qualidade tem de deixar de ser um certificado colocado na parede e passar a ser uma revolucionária cultura na busca constante da excelência. A qualidade total revolucionou o Japão no pós-guerra e colocou-o a frente de grandes potências existentes à época. O Japão passou pela transformação da cultura da qualidade em valor social. A sociedade japonesa cultua a qualidade e sabe a importância que isto tem na história e no futuro de seu país.

É baseado no exemplo japonês que as empresas brasileiras têm de se inspirar. Superar a conformidade aos princípios das normas dos sistemas de gestão e passar a entender que a qualidade e a excelência são valores. E são valores que trazem muita rentabilidade para a organização.

Os princípios que estão nas normas dos sistemas de gestão são extremamente importantes e são facilmente praticados como valores. Vamos refletir, por exemplo, a satisfação do cliente. Que administrador, diretor ou empresário não quer seu cliente satisfeito e fidelizado à sua empresa? E não quer que este cliente use o “boca a boca” para trazer novos clientes e que ajude a expansão da marca?

Então por que esperar a auditoria para enviar as pesquisas de satisfação aos clientes, compilar os seus dados rapidamente, tirar conclusões superficiais e apresentar ao auditor exclusivamente para ter o item avaliado como conforme? Qual o ganho real se têm em tratar desta forma o seu bem mais precioso, o cliente?

Os sistemas de gestão, seja da qualidade ou qualquer outro, devem servir para nos ajudar no nosso dia a dia. Eles nos fornecem informações uteis para que a empresa possa tomar as decisões adequadas, melhorar continuamente, treinar e conscientizar operadores a respeito da necessidade de cumprimento dos requisitos de qualidade, minimizar e evitar erros, entre tantos outros.

Porém, para que o sistema de gestão da qualidade funcione desta forma, precisamos deixar de entender a qualidade como uma obrigação e passar a enxergá-la como valor essencial para a organização. Acreditar que queremos ser mais do que um simples certificado na parede e ser reconhecidos como uma referência para nossos clientes, fornecedores e empregados. Temos de buscar a excelência!

Reavalie a forma como você faz a gestão de sua empresa. Inclua a qualidade como um elemento chave e os resultados surgirão bem mais rápido do que imagina. Participe das reuniões de análise crítica para fazer com que elas valham a pena e não para serem apenas o cumprimento de um formalismo. As informações compartilhadas são essenciais para o dia a dia da gestão de sua empresa. Treine seus empregados e avalie seus fornecedores, utilize as ferramentas da qualidade. Assim é que se faz verdadeira melhoria continua!

Que a próxima auditoria não seja uma correria às suas vésperas, mas que seja a consolidação de um sistema de gestão que evolui a cada dia, no sentido de fazer da qualidade um VALOR para sua empresa!

Banner - acabe com a correria na semana da auditoria

Autor

Comentários

Posts relacionados

← Post mais recente
Quem não mede não gerencia. Quem não gerencia não melhora....