Melhoria contínua

O que é Não Conformidade?

o-que-e-nao-conformidade

Imprimir artigo
Não conformidades são, nas palavras da própria ISO 9000:2015, o não atendimento de um requisito pré-estabelecido. Esses requisitos podem variar entre fatores externos (Como as normas ISO ou os produtos fornecidos por um fornecedor) e fatores internos (Como os processos e procedimentos da empresa).

Suponhamos que a empresa tenha optado por manter um procedimento de testes para formalizar e padronizar o processo de checagem. Se nesse processo estiver determinado que TODOS os produtos que saem da linha de montagem devem ser testados (100%), isso é um requisito estabelecido pela empresa e terá de ser cumprido.

Talvez seja, e provavelmente é, um tanto exagerado verificar todas as peças que saem da linha de produção, porém o importante é entender que esse é um requisito da empresa e que, por isso deve ser executado. Caso perceba-se que isso não é necessário, que está na verdade prejudicando a execução, é preciso atualizar o o processo, melhorando-o.

Produtos, processos e resultados

As não conformidades também estão, muitas vezes, relacionadas a processos que geraram resultados insatisfatórios, ou seja, produtos não conformes e que, como já dito, não atendem a um determinado requisito, como as normas ISO, processos e procedimentos da empresa.

Para que os processos gerem produtos conformes, as empresas têm, cada vez mais, adotado Sistemas de Gestão, como a norma ISO 9001:2015, que ajuda na padronização dos métodos e práticas de uma organização, evitando assim produtos fora dos requisitos esperados pelos clientes e aumentando a qualidade das saídas da organização.

É muito comum que esses sistemas utilizem-se da metodologia PDCA para executar as melhorias provenientes das NCs (abreviatura de Não Conformidades), garantindo assim um ciclo de análises e a preparação de planos de ação mais eficientes.

nao conformidade

Ciclo de tratativa de não conformidades baseado na Metodologia PDCA.

Diferença entre Não Conformidade e Defeito

É comum que alguns profissionais confundam as não conformidades com os defeitos, mas é importante frisar que esses conceitos não são sinônimos! Todo defeito é uma não conformidade, mas nem toda não conformidade representa um defeito.

Pode-se dizer, também, que a não conformidade é mais abrangente que o defeito. Pode acontecer, por exemplo, de ocorrer um erro durante o processo de fabricação de um produto (o que é uma não conformidade!) e que, mesmo assim, o produto saia perfeito, sem nenhuma alteração quanto ao esperado para ele (o produto). Mesmo assim, esse erro ainda é uma não conformidade e precisa ser tratado, pois aconteceu algo que não estava planejado no processo.

O produto não conforme é o resultado de um processo que gerou determinado item fora do esperado, isto é, o não atendimento completo de um requisito. Já o defeito é mais específico, e pode ser definido como o não atendimento de um requisito relacionado ao uso pretendido ou especificado do produto. Uma não conformidade não afeta só o uso do produto, ao contrário do defeito. Resumindo, um defeito torna o produto impróprio para utilização, a não conformidade apenas diz que ele está fora do padrão esperado. por exemplo:

  • Não conformidade: um brinquedo que saiu de fábrica com as cores trocadas: uma carrinho que deveria ser azul e, por erro no processo, acabou sendo pintado de vermelho. Ele continua “funcionando” normalmente, mas algo não saiu como o esperado.
  • Defeito: Agora, se esse carrinho sair da fábrica com as rodas travadas, o que torna impossível que ele deslize quando o cliente (a criança) for brincar.

Melhoria contínua

Os Sistemas de Gestão contam com várias ferramentas que podem ser usadas para gerenciar não conformidades e melhorias de processos. Por meio de uma gestão eficaz, podemos criar estratégias que evitem sua reincidência, gerando vantagem competitiva para a organização e apontando caminhos para a melhoria contínua, a redução de NCs e de defeitos.

Na gestão das não conformidades, também é possível identificar pontos de melhoria que podem aperfeiçoar os processos ou métodos de trabalho. visando a melhoria continua. A melhoria contínua consiste na contínua busca por perfeição, indo além, inclusive, dos próprios conceitos de qualidade, que pode ser entendida como “sempre fazer corretamente o trabalho, com o objetivo satisfazer os clientes internos e externos“.

É realmente preciso tratar as não conformidades?

Sim, é fundamental. A empresa precisa estabelecer metas para garantir sua sobrevivência por meio de um plano estratégico que garanta a correção das não conformidades, pois essa é uma das formas mais eficazes de aperfeiçoar os processos, melhorando-os junto com os produtos ou serviços produzidos.

Para isso, é possível utilizar ferramentas da qualidade que atuarão nas causas raízes, eliminando, revendo, verificando, registrando e conduzindo a análise e resolução das não conformidades. Dessa forma é possível atuar nas causas das não conformidades e garantir que elas não ocorram mais. A não reincidência das Ncs permite que a empresa evolua o fluxo dos processos, sem gastar tempo e recursos em correções.

REFERÊNCIAS:

CAMPOS, Vicente Falconi. Gerenciamento da rotina do trabalho do dia-a-dia. Nova Lima: INDG, Tecnologia e Serviços Ltda, 2004.

 

HARRINGTON, James. Aperfeiçoando processos empresariais. Makron Books, Editora, São Paulo, 1993.

 

MARSHALL JUNIOR, Isnard et al. Gestão da qualidade. 9. Ed., Rio de Janeiro: Editora FGV, 2008.

 

MELLO, Carlos Henrique Pereira et al. ISO 9001:2000: Sistema de Gestão da Qualidade para Operações de Produção e Serviços. São Paulo: Atlas, 2002.

Artigo revisado em 22/09/2017

Autores

Comentários

Posts Relacionados

← Post mais recente
Confiabilidade