Sistemas de gestão

Como a revisão da ISO 9001:2015 irá impactar a Gestão de Documentos?

Imprimir artigo
Se você tem um Sistema de Gestão como a ISO 9001, ISO 14001, ISO 22000, você tem que fazer o controle de documentos e registros da sua empresa.  Acontece que esta questão ainda é um grande desafio, tanto do ponto de vista de quem executa o controle, quanto de quem audita. Digo isso partindo do princípio de que a ISO 9001 é genérica e a revisão ISO 9001:2015 (estou tratando da ISO/DIS) tem como promessa ser mais genérica ainda. Não porque a revisão quer diminuir requisitos, mas sim ser menos prescritivo, mais flexível e cada vez mais ajustável a qualquer natureza de negócios.

O primeiro impacto são as terminologias. As exigências incluídas no “Requisitos de Documentos” que abrangem controle de documentos e registros, agora são tradados no item 7.5 como “Informações Documentadas”.

Estão dizendo por aí que não será mais necessário ter um Manual da Qualidade. Pelo que eu entendi, o item “4.3 Determinação do escopo do Sistema de Gestão da Qualidade” e  “4.4 Sistema de Gestão da Qualidade e seus processos”, funcionarão como o Manual da Qualidade, só que terá o nome de “informação documentada”.

Outro impacto é que a ISO 9001:2008, estabelece 6 documentos obrigatórios. Obrigatórios porque são 6 itens que devem gerar um documento que irá documentar, implementar e manter os requisitos de exigência. Estes itens são:

  • 2.3 Controle de Documentos
  • 2.4 Controle de Registros
  • 2.2 Auditoria Interna
  • 3 Controle de Produto Não Conforme
  • 5.2 Ação Corretiva
  • 5.3 Ação Preventiva

Isso é um guia muito usado para quem implementa e também para quem audita, mas agora na revisão haverá mais flexibilidade. A ISO 9001:2015 diz que “A organização deve manter informações documentadas na medida necessária para apoiar o funcionamento dos processos, reter informação documentada na medida necessária, para ter certeza de que os processos são realizados conforme o planejado”. A empresa vai estabelecer o que é  “na medida necessária”, de acordo com sua natureza, negócio, produto, tamanho e assim por diante. Entenda “Quais são os Procedimentos Obrigatórios exigidos na ISO 9001:2008”.

Bom, apesar de não ter nada exatamente “oficial”, pois essas mudanças comentadas por especialistas podem sofrer alterações, eu acredito que teremos muito trabalho pela frente. O importante é que a gente não pare de discutir o assunto, estudando, buscando novas fontes, e assim por diante. É uma boa iniciativa.

Até mais!

Atenção: ISO 9001: 2015 ainda está em processo de revisão e sujeita a alterações. Tenha muita cautela em implantar mudanças das informações contidas aqui, ou de outros blogs.

Autor

Comentários

Posts relacionados

← Post mais recente
Parte 2: Você conhece as necessidades dos seus clientes?